Vamos refletir sobre "Ele está de volta"

Ontem assisti um filme bem interessante do ponto de vista “reflexão”. O filme alemão “Ele está de volta” (Er ist wieder da) do diretor David Wnendt nos leva a pensar em alguns pontos, mas ao meu ponto de vista, mas precisamente a estes dois: “Como nós, loucos, somos capazes de repugnar a loucura do outro?”, e “O quanto há em nós uma loucura totalmente individualizada que acreditamos não ter?”.

capa-3-ele-esta-de-volta-evideoclipe

Parece ser um pouco polêmico não é mesmo? Mas de certa forma é, pois esta comédia mostra um ponto de vista do que realmente temos ao nosso redor e suas possibilidades, coloca ainda à tona esta individualidade que está em muitos de nós. Em alguma momento você já se perguntou o quanto você pode ser racista, preconceituoso(a), extremista, intolerante e afins? Será que no fundo, bem lá dentro alguns destes itens não pode estar adormecido em você, esperando um simples estimulo?

“Ele está de volta” foi baseado no livro homônimo do escritor alemão Timur Vermes, publicado em 2012. Conta a históriacapa-4-ele-esta-de-volta-evideoclipe de Adolf Hitler que acorda em um terreno baldio em Berlin, no ano de 2014, sem memória alguma do que aconteceu depois de 1945. Perdido ele percebe um “novo mundo” com tecnologia avançada e consumo de “cultura inútil”. O diretor teve todo o cuidado de manter a imagem de Hitler em dois pontos, guardando a proposta da comédia e ao mesmo tempo preservando a origem idealista do Führe, equilibrando assim o entretenimento e a reflexão.

Ao tentar se adaptar ao seu “novo mundo”, Adolf Hitler começa a perceber que há potencial em recomeçar suas propostas nazistas visto o número de simpatizantes que ele encontra no caminho, tudo isso impulsionado pela TV e mídias digitais. Ao ressurgir, Hitler é apresentado para um produtor que precisa recuperar o emprego, por conta de sua incrível aparência e discurso, Fabian Sawatzki (o produtor) interpretador por Fabian Bush, o leva para a TV e acaba dando certo, começando aí uma exploração do que todos acreditam ser apenas um personagem.

Estava feito, o queijo se juntou com a goiabada. De um lado toda exploração desenfreada da TV e do outro o próprio Adolf Hitler mais um vez usando todo seu potência persuasivo para levar os alemães a manterem uma raça pura.

capa-2-ele-esta-de-volta-evideoclipeEis os pontos das reflexões, sabemos o quanto a mídia é capaz de influenciar, e nós somos capazes de filtrar toda esta avalanche de informações que recebemos a cada segundo vindas de todos os lados e meios? Será que ao recebermos determinados tipos de informações algo em nós lá no fundo não é despertado? Esta comédia me fez rir e refletir sobres estes pontos, e a reação não é epenas minha, ator Oliver Masucci, que interpreta o líder nazista na comédia ficou chocado com a atitude das pessoas durante as gravações.

Que tal ver o filme e deixar aqui suas opiniões? Vale a pena, eu recomendo! Ah!! E para você que tem Netflix, já tem lá e dublado. #ficadica

 Minhas avaliações

[yasr_multiset setid=0]

Veja aqui a ficha completa deste filme

Deixe um comentário

0
    0
    Carrinho
    Seu carrinho está vazioVoltar para a home
    Esse site utiliza cookies para oferecer uma melhor experiência de uso no site.