Por que amamos cinema: Irmãos Lumière

irmaos lumiere saiba mais

Para você que ama ver filmes, ir ao cinema ou ficar horas e horas vendo capítulos sequenciais de uma série que você considera ser fantástica, hoje vou começar um artigo que será dividido em três partes, onde colocarei em questão o por que amamos tanto este meio de entretenimento conhecido como “a sétima arte”.

A proposta geral eu diria que seguirá como uma homenagem aos fundamentos básicos do cinema e porque ele se tornou peça fundamental e transformadora da cultura mundial. Prometo ser breve, embora haja muito o que ser dito sobre isso, mas se você fizer uma pequena busca no “pai da busca” (Google) notará que milhares de informações sobre estas referências virão à tona. Por isso estou chamando este artigo de homenagem, pois afinal, nós do eVÍDEOCLIPE  também somos apaixonados e agradecidos por tudo isso e por quem nos proporcionou tudo isso.

As três partes deste artigo referem-se aos grandes mestres do cinema e responsáveis por tudo que vemos hoje na grande tela e consequentemente em nossas TVs: Irmãos Lumière, Georges Méliès e D. W. Griffith, ilustres gênios da cinematografia que vieram ao mundo especialmente para nos presentear com esta tão especial arte de entreter e além.

Começaremos pelo principio, e vamos entender brevemente como o cinema começou, não vamos entrar em detalhes técnicos, mas é importante que saiba que o cinema tem sua origem na fotografia, tudo começou quando William George Horne criou em 1834 um  equipamento chamado Zootropo um tambor circular com pequenas janelas recortadas, através das quais o espectador olha para desenhos dispostos em tiras. Ao girar, o tambor cria uma ilusão de movimento aparente. Em 1878 Eadweard Muybridge, um renomado fotografo, fez um experimento fotografando o galope de um cavalo usando 24 câmeras, e por meio de uma evolução do Zootropo, o Zoopraxiscópio conseguiu colocar as fotografias em sequencia ao qual se deu uma ilusão de movimento real. Um resumo até chegarmos aos Irmãos Lumière, dois engenheiros franceses que conseguiram em 1895 a patente do “cinematografo” (cinématographe), criada originalmente em 1893 por Léon Bouly.

A criação do cinematógrafo foi o ponta pé inicial para a popularização do cinema, embora  Cinematografo, Irmãos Lumière criado em 1895inicialmente fosse considerado algo sem valor comercial para época. Este revolucionário equipamento era uma grande evolução da fotografia, pois agora se podia capturar em um único equipamento imagens sequências e criar a sensação de movimento, assim como o Zoopraxiscópio, porém agora podendo ser projetada em grande tela, a segunda principal função desta revolucionária criação.

A primeira apresentação em um cinema foi com “La Sortie de l’usine Lumière à Lyon (A Saída da Fábrica Lumière em Lyon)” que mostrava a simples saída de funcionários de uma fábrica, uma das mais famosas é “L’Arrivée d’un train en gare de la Ciotat (Chegada de um Comboio à Estação da Ciotat)” que mostra O trem, Irmãos Lumière um trem chegando a estação e na época causou uma reação muito interessante aos espectadores que ali estavam, eles se assustaram com as imagens do trem chegando, acreditando que este poderia saltar da tela para cima deles.

Deste momento em diante o cinema só tinha a evoluir, especialmente com o envolvimento de Georges Méliès e D. W. Griffith que foram responsáveis pela magia e toda dinâmica do cinema que vemos hoje. Falaremos deles na sequência deste artigo ao qual o tema será Georges Méliès.

Enquanto preparamos o artigo, que tal apreciar com bastante atenção este importante clássico dos Irmãos Lumière? No vídeo abaixo poderemos algumas produções produzidas por eles, se dê esse momento de profunda imersão à história do cinema.


 
Porque Amamos Cinema – Parte 1: Irmãos Lumière
Porque Amamos Cinema – Parte 2: D. W. Griffith
Porque Amamos Cinema – Parte 3: Georges Méliès
 

One thought on “Por que amamos cinema: Irmãos Lumière

  1. Pingback: Por que amamos cinema: Georges Méliès

Deixe um comentário

0
    0
    Carrinho
    Seu carrinho está vazioVoltar para a home
    Esse site utiliza cookies para oferecer uma melhor experiência de uso no site.