Crítica: Herança de Sangue

Herança de Sangue marca o grande retorno de Mel Gibson às telonas na pele de John Link, um ex-Foto 6 - Herança de Sangue - Review - Evideoclipedetento que vive em um trailer trabalhando como tatuador. Ele terá que proteger sua filha Lydia (Erin Moriarty) jurada de morte por traficantes de drogas.

Ao contrário do que pode parecer à primeira vista, o filme não apresenta grandes doses de cenas de ação, que por sua vez são pontuais e rápidas, mas não menos intensas e muito bem trabalhadas. Os tiroteios, explosões e perseguições parecem dosados, deixando o suspense muito mais presente.

Foto 4 - Herança de Sangue - Review - EvideoclipeCom roteiro de Peter Craig, baseado no romance homônimo do mesmo autor, e direção de Jean-François Richet, Herança de Sangue é um filme simples e não traz nenhuma grande novidade, além do retorno tão aguardado de Mel Gibson; mas não decepciona com sua narrativa ágil e diálogos com pitadas de humor, que proporcionam algumas boas risadas em meio ao tom dramático de algumas cenas. A fotografia é um detalhe interessante, o tom amarelado acompanha perfeitamente os cenários áridos do filme, além de valorizar bastante a imagem e expressão dos atores; as rugas, barba cheia e cabelos grisalhos de Mel Gibson são evidentes e chamam bastante atenção.

Foto 1 - Herança de Sangue - Review - Evideoclipe

As atuações são excelentes, sem sombra de dúvidas o ponto alto do filme. O grande destaque é Mel Gibson, que desconstrói sua própria imagem em uma belíssima interpretação, dando vida a um ex-presidiário decadente e envelhecido, mas com muita força e instinto paterno. A aparência e a expressividade do ator em nada lembram o estilo galã com que ficou conhecido.

Erin Moriarty também realiza um bom trabalho, dando o tom correto à problemática Lydia; a jovem atriz ganha força ao contracenar com Mel Gibson, formando uma relação sensível de pai e filha repleta de carga dramática. O elenco, bem enxuto por sinal, conta ainda com Diego Luna interpretando Jonah, outro bom trabalho.

Foto 5 - Herança de Sangue - Review - Evideoclipe

 

Em meio a personagens do mundo do crime, violência, luta por poder e tráfico de drogas, o filme traz uma abordagem diferente ao retratar dentro desse contexto relações afetivas como a paternidade, sugerindo um possível caminho para a redenção de um passado conturbado.

Para finalizar, Herança de Sangue não é incrível, mas é um bom filme. Possui uma narrativa envolvente dentro de sua proposta, e pode ser considerado um bom exemplo de filme B com ótimo potencial para entreter sem ficar cansativo. Vale a pena conferir!

Foto 2 - Herança de Sangue - Review - Evideoclipe

Minhas avaliações

[yasr_multiset setid=0]

Deixe um comentário

0
    0
    Carrinho
    Seu carrinho está vazioVoltar para a home
    Esse site utiliza cookies para oferecer uma melhor experiência de uso no site.