Mercado de games em alta abre portas para diversas áreas

esports

O mundo games tem crescido cada vez mais e se tornando um negócio extremamente rentável, abrindo portas para diversas áreas, até mesmo para grande campeonatos que já são até mesmo transmitidos por alguns canais de TV.

Este ano o mercado de games deve gerar US$ 99,6 bilhões no mundo todo até o fim do ano. O valor é 8,5% maior que o mesmo período no ano passado. No Brasil não o cenário não está diferente, o país é o 11.º na lista de países com maior mercado de games do mundo. Segundo a pesquisa, dos 33,6 milhões de usuários brasileiros, 56% investem dinheiro em jogos.

O país já prevê até mesmo apoio do Governo Federal, segundo o SEBRAE,  um programa do setor de economia criativa do Ministério da Cultura prevê aporte de R$ 1 milhão para desenvolvedores de jogos eletrônicos do Brasil. A ideia é lançar ainda mais o Brasil no mercado mundial de games.

Com esse crescimento acentuado, o setor de games torna-se um campo para investimento de carreira em diversas áreas, e uma delas é o de dublagem. Recentemente temos visto muitos jogos sendo lançados já com versão em língua portuguesa, o que deixa o jogo ainda mais atrativo embora hajam controvérsias, recentemente o jogo “Mortal Kombat X” que contou com a dublagem da cantora Pitty para a personagem Cassie Cage foi muito criticada pelos fãs.

Eu mesmo tive o grande prazer de ter dado voz para o personagem LexiKhan para o game Strife, um processo extremamente prazeroso mas que exige muita dedicação e profissionalismo. Não basta ter apenas popularidade com expectativa de atrair o público para o jogo, é preciso conhecer as técnicas de dublagem, excelente interpretação e uma esplendorosa direção.

Nadya Schwingel, locutora profissional, também atuou com dublagem no game Strife e em entrevista ao eVÍDEOCLIPE deu a sua opinião sobre o mercado brasileiro.

“Strife foi um presente na minha vida, meu primeiro trabalho internacional e oficial de dublagem, participei de um casting grande com outras atrizes e locutoras e ganhei o papel com minha interpretação que se encaixou na voz que eles estavam buscando para a personagem Caprice. O mercado de games no Brasil tem sido cada vez mais promissor e já é uma plataforma digital  que possibilita faturar de todos os aspectos, inclusive na dublagem o que ajuda e muito a impulsionar vendas, pois a língua nativa facilita essa aproximação do público com o jogo e vozes variadas e diferentes dos grandes estúdios, garantem originalidade ao game, quanto mais próximo do natural, mais conectado ele estará com o jogador”.

Para a locutora Luciana Barbosa, que também participou da dublagem do game, dublar um game em Português é desafiador e ao mesmo tempo super prazeroso. E a importância está na autenticação do mercado brasileiro e na proximidade do jogador com seu idioma de origem.

O próximo game a ser lançando com versão em língua portuguesa será “Gears of War 4”, que chega ao mercado no dia 11 de outubro com versões para Windows 10 e Xbox One.

Para este jogo, que parece ser bastante legal pelos gráficos e dinâmica, contamos com a voz do Youtuber Zangado, que inclusive lançou sua biografia na 24ª Bienal do Livro em São Paulo,  e dublou o personagem “Gear Do Dia-e” para o game. Eu gostei bastante do que vi, ficou muito bom considerando a proposta do personagem. Você pode conferir o vídeo do game em primeira mão publicado pelo próprio Zangado em seu canal, veja abaixo.

Além da dublagem, o mercado de games obviamente abre campo para o desenvolvimento de jogos, designers, áudio designers e muitas outras profissões que podem envolver a criação de um bom jogo. Uma recente que tem me chamado a atenção é a de narrador de jogo, claro que é o mesmo profissional da área de locução, mas agora, especializado em games. Nos últimos anos temos visto um número enorme de pessoas lotando estádios para acompanhar ao vivo campeonatos de esportes eletrônicos, eventos que passaram a ser transmitidos até pela TV, como é o caso da SporTV que tem dado um “gás” para modalidade abrindo espaço em grade de programação.

Tácio Schaeppi, por exemplo, é formado em direito, mas também tem atuado com narração de games. Segundo ele, o mercado de narração desta área ainda está fraco, mas o ideal é que todos os seguimentos do eSport se profissionalizem e se especializem cada vez mais, para que essa realidade seja possível para a maioria e não para a minoria.

 

Deixe um comentário

0
    0
    Carrinho
    Seu carrinho está vazioVoltar para a home
    Esse site utiliza cookies para oferecer uma melhor experiência de uso no site.