Uma droga entorpecente: The Rolling Stones Rock and Roll Circus

O universo da música é extenso demais, há tantas vertentes que talvez seria impossível numa só vida conhecer cada uma delas. Haja vista o belíssimo livro “1001 discos para ouvir antes de morrer”. Título bastante tendencioso para este fato, não?

Eu gosto de falar de música pela própria música, colocando de lado estas tantas variações de um mesmo tom que se distinguem por meio dos tão famosos gêneros. Há para todos os gostos.

A música é uma “droga entorpecente” natural, no que se refere ao lado químico mesmo da palavra. Ela tem o poder de nos levar à lugares sensacionais e alterar o nosso estado de espírito. Isso é um fato indiscutível e comprovado. Mas toda esta volta é para dizer sempre que não gosto de ser tendencioso, e sempre vou escrever sobre esta arte de forma a falar da própria música em si que está acima de qualquer gênero. Minha intensão principal é fazer um convite para imergir neste universo poderoso de melodias e letras.

Uma droga entorpecente: The Rolling Stones Rock and Roll Circus

Hoje vou fundo nesta imersão e trago um pouco de uma raridade chamada “The Rolling Stones Rock and Roll Circus“, um filme do diretor Michael Lindsay-Hogg lançado em 1996. Organizado pela banda Rolling Stones e gravado em 11 de dezembro de 1968, composto por dois concertos em um palco de circo e que traz artistas como Marianne Faithfull, John Lennon, The Who, Eric Clapton, Taj Mahal e Jethro Tull.

Esse material é simplesmente genial e conta com uma performance primorosa desta banda genial que está há 55 anos na estrada e seu último álbum lançado foi “Blue & Lonesome” e que até a data de publicação deste artigo está fresquinho, saiu em 02 de dezembro de 2016 e mostra que a banda está incrivelmente ativa e vibrante como nos velhos tempos como em Rock and Roll Circus.

Uma droga entorpecente: The Rolling Stones Rock and Roll Circus
A cantora inglesa Marianne Faithfull coloca no set do Rolling Stones Rock and Roll Circus no Intertel TV Studio em Wembley, Londres, em 11 de dezembro de 1968. (Foto: Mark and Colleen Hayward/Redferns)

Este trabalho é composto por mais que música, ele é rico em detalhes videográficos com linda fotografia dirigida por Anthony B. Richmond e movimentos de câmeras maravilhosos que buscam a todo momento cada pequeno elemento da composição, um trabalho cinematográfico de direção de imagens realmente de encher os olhos onde é possível notar a sensibilidade de cada profissional por trás de cada câmera.

A platéia também é algo de muito destaque, todos vestem capas amarelas e vermelhas, com chapéus e num primeiro olhar aos dias de hoje, me faz lembrar a escola Hogwarts em Harry Potter. Simplesmente me faz lembrar. Os trajes chamam a atenção, afinal compõem o figurino deste filme, mas outros pontos são ainda mais marcantes como é o caso da presença dos inseparáveis John Lennon e Yoko Ono.

 O brilho está no picadeiro, lá estão a trupe formada em 1962 e que se tornaram um dos mais importantes nomes e influência da música mundial, Mick Jagger, Brian Jones, Bill Wyman, Charlie Watts, Nicky Hopkins e Kwasi Dzidzornu formação completa e original da época. Juntos esses caras executam ali algo “sobrenatural”, eles registram algo que está acima do Rock and Roll, o que vemos ali é pura entrega, envolvimento e uma viagem alucinante banhada pela entorpecente droga chamada música, pura em sua essência.

O icônico Mick Jagger no auge dos seus 25 anos de idade, entrega-se ao poder da música e nos oferece seu jeito único de ser com sua voz imortalmente inconfundível e performances “À lá Jagger”.

Uma droga entorpecente - The Rolling Stones Rock and Roll Circus - Keith Richards e Mick Jagge

Este material, assim como outros que podemos encontrar facilmente por este vasto universo, é uma pérola que deve ser guardado por todo o sempre como patrimônio da humanidade, e independentemente do gosto musical, se você ama música, deve sem dúvidas sentar e apreciar cada momento deste fantástico espetáculo.

Senhoras e senhores…..

No picadeiro com vocês…..

You can’t always get what you want, direto de “The Rolling Stones Rock and Roll Circus

Deixe um comentário

0
    0
    Carrinho
    Seu carrinho está vazioVoltar para a home
    Esse site utiliza cookies para oferecer uma melhor experiência de uso no site.