Crítica do Filme – Um Método Perigoso | A História da Psicanálise

Baseado no livro homônimo de John Kerr e dirigido por David Cronenberg, Um Método Perigoso lançado em março de 2012, mostra o início da Psicanálise. Carl Jung (Michael Fassbender) e Freud (Viggo Mortensen) iniciam uma parceria para estudar o inconsciente, analisar o mais profundo da natureza humana através da observação e buscar a cura pelo diálogo. Jung é casado e médico psiquiatra, ele recebe a paciente Sabina Spielrein (Keira Knightley) com o diagnóstico de psicose histérica e utiliza dos métodos de Freud para investigar seu caso. Começa então um tratamento de análise com a paciente, dialogando sobre os problemas enfrentados por ela e interferindo para fazê-la refletir sobre a própria vida. A paciente é uma jovem russa de 18 anos que carrega um passado de sofrimento com o pai, onde ele a agredia e ela sentia-se humilhada. Curiosamente, desde quando o fato acontecia, ela sente-se excitada com o ocorrido. Jung, paralelamente, atendia a Otto Gross (Vicent Cassel), que era psiquiatra também e possuía a prática intensiva de relações sexuais, não concordando com a monogamia. Resultado de imagem para a dangerous method Influenciado pelas ideias de Otto, Jung inicia um relacionamento íntimo e escondido com a sua paciente Sabina. Durante o relacionamento, percebe-se a melhora da paciente que possuía traços de ninfomania, que agora começa os estudos em Psicanálise. Chega a um ponto da história, que Jung começa a discordar dos métodos de Freud e é quando funda a Psicologia Analítica. Sabina, já curada de suas perturbações, torna-se uma psicanalista de renome e segue a sua vida sem Jung, que agora se relaciona com outra paciente. Fazendo uma análise psicanalítica, Sabina Spielrein reprime, como mecanismo de defesa, seus instintos sexuais mais primários. Podemos notar a luta que o superego enfrenta para sobrepor-se ao id e adoecendo o ego, causando-lhe a histeria. Ela entende que seus desejos sexuais são errados, sente-se culpada e isso a causa um sofrimento psicológico e sintomas físicos. Podemos notar também a relação transferencial – consiste no deslocamento do sentido de modelos do passado para pessoas do presente – que existe na relação dela com Jung. Sabina Spielrein transferiu seus sentimentos, emoções e desejos relacionados ao pai para seu psicanalista Jung. Notamos essa transferência de valor nas cenas intimas da paciente e seu analista, quando ela pede para ele ser rude e ele bate nela, tipicamente como seu pai o fazia. Podemos considerar Um Método Perigoso como um filme maduro, com uma história bem contada, mesmo quem não conhece a Psicanálise consegue entender a trama. Para estudantes de ciências da mente, o filme é rico por trazer um pouco da história da Psicanálise, o início da Psicologia Analítica e as biografias de Freud, Sabina, Otto e Jung. Um filme reflexivo, porém não recomendamos que seja visto acompanhado dos pais, por conter cenas intimas e constrangedoras. E para quem já assistiu e gostou da temática, leia mais sobre Psicanálise, vale a pena o conhecimento.  

Deixe um comentário

0
    0
    Carrinho
    Seu carrinho está vazioVoltar para a home
    Esse site utiliza cookies para oferecer uma melhor experiência de uso no site.