DIY: algumas inspirações para fazer decoração geek

DIY

A decoração de um lar depende de uma série de fatores, a começar pela adequação aos interesses e hábitos de consumo do indivíduo que pretende reformar sua residência. Sendo possível tomar conta disso com suas próprias mãos, através do modelo DIY.

É óbvio que o trabalhador de um decorador continua sendo de extrema importância, sendo um profissional capacitado a identificar interesses a certos estilos de uma forma que nem mesmo o dono de uma casa consegue enxergar em si mesmo.

Uma importância que acaba por se potencializar quando se pensa em estabelecimentos comerciais, onde se mostra necessário adequar o estilo do ambiente aos interesses dos mais diversos clientes que irão passar por essas lojas.

Como uma loja de materiais voltados ao universo da jardinagem, ao qual um cliente em potencial irá encontrar de maneira rápida ao passear por um shopping, enquanto procura por um lugar onde comprar de mudas exoticas, para plantar em seu quintal.

Essa identificação rápida pode se dar pelo próprio estilo de decoração desse espaço, como a abundância de plantas e flores, que irão destacar essa loja em relação aos outros estabelecimentos presentes dentro de um centro comercial.

Por outro lado, mesmo que em um nível menor, esse mesmo tipo de identificação também acontece quando o foco é transferido para os imóveis residenciais, onde a casa de uma pessoa passa a se tornar uma expansão da mesma, destacando o seu estilo próprio.

Como aquela sensação de se entrar na casa da avó, e sentir automaticamente acomodado pelo estilo familiar presente nesse ambiente, com destaque para uma grande mesa de quartzo presente na sala de jantar, disposta a receber toda a família para o almoço.

Além disso, muita dessa decoração pode ter sido feita de forma autônoma, o que também pode ser feito por você, que com a ajuda das ferramentas DIY torna-se capaz de decorar você mesmo a sua casa. Sendo preciso antes só compreender o que significa essa sigla.

Ao que se refere o DIY?

Essa sigla remete ao termo “Do It Yourself”, ou seja, “Faça você mesmo”. O que, como o próprio nome indica, DIY remete ao ato de fazer as coisas com as suas próprias mãos, o que está muito ligado ao universo do artesanato e dos métodos de decoração.

O DIY já é uma tática popular há tempos, principalmente em grande família, onde é fácil encontrar aquele tio ou colega que é conhecido por resolver todo tipo de problema, no lar, desde infiltrações ao concerto de uma janela quebrada.

 Ao comprar tinta oleo para pintar você mesmo a cerca de madeira que envolve sua casa, você está praticando um conceito de DIY, ou seja, fazendo algo por si mesmo, sem a contratação de um profissional capacitado.

Mas de uma forma geral, esse conceito passou a  se tornar mais popular na internet, onde durante a navegação em uma plataforma de vídeo é possível encontrar o trailer do seu filme favorito, junto também a vídeo ensinando a replicar a decoração dessa obra em sua casa.

Tudo a partir de um vídeo de instruções, que ensina passo a passo como repetir esse tipo de decoração ao seu lar, com dicas que passam desde a marca e modelo de tinta a ser comprado, além de outras técnicas voltadas ao acabamento de alguns detalhes.

Como na ornamentação de um quarto de criança, tornando-o em uma reprodução do ambiente faroeste, sendo esse o tema que mais fascina essa pessoa pequena, junto a outras temáticas, como viagens espaciais, universos de fantasia, entre outros.

Tudo a fazer uma combinação da decoração de todos os cômodos da casa à tinta parede externa aplicada nessa fechada, de forma a criar uma unidade no seu lar. Sendo possível inclusive ornamentar um quarto de estilo espacial com uma decoração moderna do lar.

Se engana, contudo, quem acha que esse estilo que remete a um mundo fantástico vai deixar de ser importante quando essa criança crescer, afinal, cada vez mais o universo geek é visto como algo de ampla abrangência, chegando inclusive ao público adulto.

E isso acontece por causa da redução de preconceito que o público mais velho tem sobre essa comunidade, admitindo agora o estilo geek que antes era comum de ser visto com certo desdém, dando assim um maior destaque a esse público na sociedade.

Como age a comunidade geek?

Antes visto como algo renegado, cercado por um estereótipo negativo visto em filmes e na TV, a comunidade geek passou a ser reconhecida de forma geral, principalmente pela mídia, que junto ao mercado passaram a trabalhar com essa fascinação ao fantástico.

E dos mais diversos tipos são as mídias consumidas por esse grupo social, tais como:

  • Filmes;
  • Seriados;
  • Livros;
  • Jogos;
  • Histórias em quadrinhos.

Além de outros conteúdos voltados ao consumo de histórias que envolvem um universo fantástico, passando por contos espaciais, de ficção científica, de ação ou até mesmo de terror.

E a verdade é que tais assuntos sempre fascinaram uma grande população, o que existia era um certo receio em assumir tais gostos, por medo de algum julgamento social, por causa dos seus interesse em coisas vistas como algo de menor utilidade.

A situação hoje é diferente, onde a população como tudo não só assume esses interesses, como expõe com isso com orgulho na decoração da sua casa, com a disposição de uma caneca cerâmica brinde em seu escritório, entre outros objetos em sua estante.

Porém, justamente por causa desse amplo interesse, esses objetos acabam sendo encontrados por um valor cada vez mais alto no mercado. Contudo, isso não significa que você não pode arrumar tal decoração de forma autônoma, com a ajuda do DIY.

Fazendo uma decoração geek por si próprio

Existem diversas maneiras de arrumar uma decoração geek em seu lar, contando com técnicas e materiais que podem ser facilmente acessados por qualquer indivíduo, sendo preciso apenas dar uma volta nos centros comerciais, e acessar os sites corretos.

Que apresentem manuais e instruções sobre como praticar esse tipo de decoração em seu lar, e entre algumas formas de realizar isso se destacam:

Decoração espacial

Os filmes Guerra nas Estrelas (Star Wars), Jornada nas Estrelas (Star Trek), Galaxy Quest para os fãs mais específicos do gênero. 

Todas sendo franquias que exploram a  adoração que o ser humano tem sobre o espaço, e logo, podem se destacar na decoração do seu quarto.

Por isso, para garantir essa ornamentação em seu lar, não é preciso de materiais muitos complexos, sendo necessário apenas uma tinta preta para as paredes, simulando a vastidão do espaço, e a aplicação de pontos de luz que representem as estrelas.

Caso alguém busque por algo mais fidedigno, também é possível aplicar uma pintura epóxi no chão desse quarto, de forma com que o piso de uma estação espacial ou nave seja simulado.

Papéis de parede

Uma forma mais simples de replicar esses universos fantásticos é através da aplicação de papéis de parede, cujos métodos de decoração podem ajudar na simulação dos mais diversos ambientes fantásticos, como a idade média, uma floresta encantada, entre outros.

Permitindo com que sua casa se posicione ao lado de um portal para um mundo mágico. Ou ao menos a reprodução sobre como seria se isso no mundo real.

Instalações de quadros e placas

Para quem opta por uma organização mais simples, a disposição de quadros podem ser uma opção nesse sentido, sendo preciso apenas imprimir imagens ou pôsteres que chamem a sua atenção e então emoldurá-los.

Junto a isso é possível também trabalhar com a instalação de placas, que indicam a entrada de uma caverna proibida. O seu quarto no caso. Até mesmo um material prático, como varetas para baloes com suporte podem trazer um estilo diferente ao seu lar.

Quadrinhos por toda a casa

O formato de história em quadrinhos torna-se cada vez mais popular, para diferentes públicos, incluindo o adulto. Logo, uma opção de decoração é justamente destacar a aplicação desse formato aos mais diferentes cômodos da casa.

Seja por elementos citados, como quadros e papéis de parede, mas também podendo ser encontrados em tapetes, cortinas e outras ferramentas de decoração que podem ser posicionadas na decoração do seu lar, estampado até mesmo camisas.

O valor decorativo dos livros

Complementando as possibilidades de decoração DIY voltada ao universo geek, se destaca também a utilização dos livros não apenas como um elemento cultural, mas também decorativo, o que pode ser feito com estante e na disposição deles em mesas de centro.

Existe também a possibilidade de tornar sua casa em um ambiente interativo, pintando as escadas de forma a aplicar a lombada dos seus livros favoritos, ou com a procura por uma lousa digital preço, permitindo o acesso rápido a diversas informações.

Até porque um dos principais destaques da cultura geek é justamente esse acesso constante aos conceitos de informação, e por isso chamando tanto a atenção dos seus admiradores.

Admiração essa que pode sair do conceitos de filmes e séries e ser aplicada diretamente ao à decoração do seu lar. 

Portanto, tudo pode ser feito com uma dose de criatividade e mão na massa para implementar tais elementos.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

0
    0
    Carrinho
    Seu carrinho está vazioVoltar para a home
    Esse site utiliza cookies para oferecer uma melhor experiência de uso no site.